BALEIA BALEIA BALEIA

A carregar Eventos

« All Eventos

  • Este evento já decorreu.

BALEIA BALEIA BALEIA

  • Este evento já decorreu.

Sábado, 28 Julho, 2018 @ 23:30

BALEIA BALEIA BALEIA, a dupla onde pontifica Manuel Molarinho, o homem do festival itinerante “UM AO MOLHE!”

Até podíamos fazer aqui uma descrição de como seria possível uma baleia balear outra. Simples: sacava de um pistola e zás! Mas na verdade, a única coisa que vai ser disparada na Stereogun é o laser que sai por cima do palco e o som que sairá das potentes colunas do espaço, ou não fosse este uma “arma estereofónica” sempre pronta a atingir os nossos corpos com o que de melhor da música se vai fazendo cá e além fronteiras. Desta vez, e para não julgarem que somos facciosos, roubámos descaradamente a opinião a quem já se dedicou a dissecar os BALEIA BALEIA BALEIA. Ora atentem:

“Nasceram de jams informais numa sala de Cedofeita, no Porto. Baixo afiado como guitarra e bateria vitaminada. Isso e um olhar mordaz sobre a nossa sociedade tecnológica. Rock sátiro, rock catarse, rock à séria no álbum de estreia dos Baleia Baleia Baleia” [Mário Lopes, Público]

“Baleia Baleia Baleia é uma colecção de canções mordazes, contemporâneas, tão urgentes como viciantes, construídas entre a tensão rock e a mais pura filigrana pop”
[Sérgio Felizardo, Vice]

“A meio caminho entre o pop rock sem vergonha e um punk mais vibrante e soalheiro, os Baleia Baleia Baleia pegam nos elementos mais alegres e coloridos que o rock alguma vez engendrou, agitam-nos numa garrafa com gasosa e tiram a tampa para molhar toda gente.”
[André Franco, Tracker]

“Os Baleia Baleia Baleia são um daqueles casos em que apetece dizer que o todo é maior do que a soma das partes. É difícil não devorar este disco de um trago e levar a passear na mente as letras, melodias e refrães pegajosos de temas que já fazem parte do imaginário colectivo da banda”
[António M. Silva, TRC ZigurFest]

“O baixo comanda o ritmo que a bateria acelera e trava, umas vezes a correr outras a deslizar, por entre palavras carregadas de ironia”
[Fausto da Silva, RUC]

 

551ª UNKNOWN PLEASURE NIGHT (dj set)

Carlos Matos conduz mais uma UPN com as habituais curvas e contracurvas, guinadas entre o rock e a electrónica, inversões de marcha entre o obscuro e o luminoso, e derrapagens várias ao sabor de clássicos e de novidades contagiantes! A vertigem de sempre, pois claro!

 

Acesso ao concerto: 5 euros + Consumo de uma bebida

Acesso depois do concerto: 5 euros consumíveis.

Detalhes

Data:
28 Julho
Hora:
23:30
Categoria de Evento:
Etiquetas de Evento:
, , ,